// ViewContent // Track key page views (ex: product page, landing page or article) fbq('track', 'ViewContent'); // Search // Track searches on your website (ex. product searches) fbq('track', 'Search'); // AddToCart // Track when items are added to a shopping cart (ex. click/landing page on Add to Cart button) fbq('track', 'AddToCart'); // AddToWishlist // Track when items are added to a wishlist (ex. click/landing page on Add to Wishlist button) fbq('track', 'AddToWishlist'); // InitiateCheckout // Track when people enter the checkout flow (ex. click/landing page on checkout button) fbq('track', 'InitiateCheckout'); // AddPaymentInfo // Track when payment information is added in the checkout flow (ex. click/landing page on billing info) fbq('track', 'AddPaymentInfo'); // Purchase // Track purchases or checkout flow completions (ex. landing on "Thank You" or confirmation page) fbq('track', 'Purchase', {value: '1.00', currency: 'USD'}); // Lead // Track when a user expresses interest in your offering (ex. form submission, sign up for trial, landing on pricing page) fbq('track', 'Lead'); // CompleteRegistration // Track when a registration form is completed (ex. complete subscription, sign up for a service) fbq('track', 'CompleteRegistration'); O mistério de pentecostes

  • Banner site 01.jpg
  • Banner site 01.png
  • Banner site 02.png
  • Banner site 03.png
  • Banner site 04.png

Ensino Religioso

O mistério de pentecostes

“Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.”

(At. 2, 1-4)

 

A palavra Pentecostes significa “quinquagésimo” tendo em vista os 50 dias após a Páscoa. É a grande solenidade da vinda do Espírito Santo sobre Nossa Senhora e os Apóstolos conforme nos narra na Sagrada Escritura. Esta solenidade, porém, antes de ser comemorada pelos cristãos, era uma festa judaica. Originalmente conhecida também como a Festa da Colheita, pois era uma comemoração agrícola.

No tempo do Cristo Jesus, esta festa recordava o dia em que Deus entregou as tábuas da Lei com os 10 mandamentos a Moisés no Monte Sinai. É neste dia hoje celebrado, em que a Santíssima Trindade se manifesta de forma plena, pois o Reino anunciado por Cristo abre-se aos que n’Ele creem (Cf. CIC 732).

No Evangelho proclamado no VI Domingo do Tempo Pascal, o próprio Jesus promete o envio do Espírito Santo como nosso defensor, para que esteja sempre conosco, pois saberia que por nós mesmos nãos somos capazes de absolutamente nada, por isso a necessidade do Santo Espírito sobre cada segundo de nossas vidas.

Observamos que os Apóstolos, mesmo presenciando toda a revelação feita por Cristo se acovardaram no momento da Cruz e isto nos leva a entender a autoconfiança que eles tinham em si próprios e em sua humanidade. Quando o ser humano começa a confiar em si mesmo e em suas capacidades, nos momentos fortes e essenciais de sua vida acaba-se fugindo e o medo toma conta de si. É notório a mudança radical dos Apóstolos após a descida do Espírito Santo, pois não mais por eles mesmo, mas movidos pela ação do Paráclito, foram capazes de anunciar o Evangelho mesmo diante das perseguições e derramamento do próprio sangue.

Que ao vivenciarmos esta solene liturgia no próximo domingo, o Espírito que governa a Igreja de Deus desde Pentecostes até o dia de hoje, possa também governar todo o corpo de nosso Colégio Eucarístico, para que movidos por Ele, nossa escola tenha a principal característica daquele que recebe esse mesmo Espírito: Anunciadores de Deus, mesmo diante das provações e dificuldades.

Deus seja louvado e adorado por nossos alunos, professores e todos os funcionários para que diariamente nossa escola viva e receba as Graças derramadas pelo seu Divino Espírito.

Viva Jesus Sacramentado, o nosso Deus amado!

Vinícios Cordeiro